Montagem da laje de garrafas pet da Casa Orgânica

Postado por em mar 11, 2012 em CONSTRUÇÃO | 7 Comentários

Um terço do teto do primeiro piso da Casa Orgânica será uma laje de concreto CP3, o concreto ecológico, pois  em sua composição é usado rejeitos da indústria siderúrgica. O restante do teto é uma mistura de placas recicladas de caixas de leite, com fibra de vidro e resina epóxi, que lembra mais o convés de um barco. Desenvolvemos um método inédito de unir duas garrafas de maneira rápida e prática, cujo resultado substitui o isopor ou lajota no preenchimento das vigotas.

Ao usar vigota H5, a montagem é extremamente prática e rápida, bastando encaixar as garrafas, que neste método, passam a ter dois gargalos. O conjunto é extremamente forte, pois qualquer criança pode quebrar uma placa de isopor ou lajota cerâmica apenas pisando nela. Já uma garrafa Pet com ar, nem o homem forte do circo consegue romper…

O resultado é um mar de pet, encaixadas e prontas para receber a grade de ferro que reforça o concreto. Abaixo das garrafas passamos a usar plástico preto fino, para ajudar a fechar as pequenas brechas e evitar que o concreto vaze.

Ao colocar o ferro, as garrafas ficam mais presas ainda a estrutura.

Outra ação inédita da Casa Orgânica é substituir as pranchas de madeira, comumente usadas para selar a área que vai receber a laje, por latinhas de refrigerante e cerveja. As madeiras não podem ser usadas depois, pois como concreto fica preso nelas ao queimá-las toxinas são liberadas no meio-ambiente. Já as latinhas ficam permanentemente no lugar, e até economizam concreto, pois cada 3 latinhas postas ocupam 900ml de concreto.

O Brasil é campeão mundial de reciclagem de latinhas de alumínio, título de orgulha muita gente. Mas se parar para pensar, ao reciclar as latinhas, muita energia e água é usada. Não seria mais inteligente ter embalagens mais eficientes, como retornáveis de vidro? Neste sistema, nenhuma energia ou água extra é usada, e o muro fica tão forte quanto o de tijolo. Já tentou amassar o fundo e tampa circular de uma latinha? É impossível com as mãos…

Compartilhe! Share!

7 Comentários

  1. CARA ESTOU COM UM PROJETO DE CONSTRUIR MEU ESTUDIO ANTES DO FINAL DO ANO ,, ESTOU PESQUISANDO PQ EM MINHA MENTE MEU PROJETO EH FAZER TDO DE FORMA ECOLOGICA .. SOU TATUADOR , MAS GOSTO DE ME AVENTURAR CONSTRUINDO AS COISAS … E VOU SEGUIR ESSSE PROJETO ,,, CURTE MINHA FANPAGE AE E ENTRA EM CONTATO CMG …
    https://www.facebook.com/BobTattooArt

  2. SONHE COLOCANO PET NA MINHA LAJE MAIS O MODO DA MOTAGEM ERA DIFERENTE FUI PESQUISA OLHA QUE EU A…… VALEU

  3. Como funciona seu método rápido de unir 2 garrafas sem que elas se desloquem

  4. gostaria de saber quantos quilos aguenta esse método e se poderia construir mais de uma na casa

    • Olá Keyci. No caso da Laje de garrafa pet, as garrafas tomam o lugar das lajotas ou isopor comumente usados, reduzindo assim o custo da obra e o impacto no ambiente ao usar as garrafas. A resistência da laje depende da armação de ferro e espessura de concreto usado, assim, tem a mesma resistência de uma laje convencional.

  5. Boa Tarde, achei muito interessante a tentativa, gostaria de saber se a sua laje ainda está “de pé”, e se nao esta com fissuração excessiva, visto que a lona esta a impedir a solidarização do concreto-aço

    att

    • Tentativa? Sim, gratos pelo comentario. A laje está de pé sim, durmo embaixo dela todas as noites. Não tem fissura algum, nem passa humidade ou água. Não entendi o comentário de lona impedindo a solidarização do concreto-aço, pois na verdade a garrafa pet substituiu a cerâmica ou isopor apenas, o resto é igual a laje convencional. Abs

Deixe uma Réplica

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *